Imagem card Quem Somos

Quem Somos

Somos os freis da Província Agostiniana Nossa Senhora da Consolação do Brasil e temos como propósito frutificar o carisma agostiniano em terras brasileiras, através das nossas obras.

Santos
e Beatos

Todos os Santos da Ordem
13 de novembro

Imagem card Vida e Obra de Santo Agostinho

Vida e Obra de Santo Agostinho

Santo Agostinho (354-430), africano de nascimento e romano de cultura, é um patrimônio de santidade e cultura não só da Igreja, mas de toda a humanidade...

Toma e Lê Inspiração para meditar

“Quando esvaziares teu coração do amor terreno, começarás a enchê-lo do amor divino. (Tratado da carta de São João 2.8).”
- Santo Agostinho

Artigos

08nov Imagem destaque da evento Papa afirma: prisões são o reflexo da sociedade que prefere reprimir a educar
Papa afirma: prisões são o reflexo da sociedade que prefere reprimir a educar
05nov Imagem destaque da evento Promoção vocacional e formação
Promoção vocacional e formação
28out Imagem destaque da evento A atualidade de Santo Agostinho: uma perspectiva teológico-pastoral
A atualidade de Santo Agostinho: uma perspectiva teológico-pastoral

Notícias

11nov
EPSA recolhe doação de alimentos para famílias do Norte de Minas

Como gesto concreto do III Dia Muncial dos Pobres , convocado pelo Papa Francsco para o dia 17 de novembro, colaboradores da Província Agostiniana e da sede da Sociedade Inteligência e Coração (SIC), irão intensificar a campanha de doação de alimentos realizada pela EPSA - Escola Profissionalizante Santo Agostinho, para famílias de São João das Missões - Cidade com o menor Índice de Desenvolvimento de Minas Gerais (IDH-M).  A meta da Campanha é arrecadar 400 cestas básicas até o final do ano.

Durante o mês de novembro, o objetivo é arrecadar: arroz, feijão, fubá e canjiquinha.


Sobre a Campanha

No segundo semestre de 2019, o Projeto Voluntariado EPSA, promovido pelo DEPAS - Departamento de Evangelização, Pastoral e Ações Sociais, terá como culminância uma missão à cidade de São João das Missões, que acontecerá em dezembro de 2019.

A cada mês a EPSA terá como foco a arrecadação de alguns tipos de alimentos para montagem das cestas, contando com o apoio dos colaboradores e de toda a comunidade escolar. 

A ideia surgiu após a entrega de uma doação de produtos de higiene pessoal e limpeza arrecadados na Festa Junina deste ano. Por meio dessa primeira iniciativa, alunos e colaboradores conheceram a ONG Amigos de Minas. Eles vieram à Escola receber os donativos e contaram um pouco mais sobre o trabalho que eles realizam em cidades do Norte de Minas. Contaram sobre a realidade dos moradores e isso sensibilizou todos que estavam presentes no momento da entrega.

Leia aqui a mensagem do Papa Francisco

Pontos importantes da mensgagem:

1. O título

O primeiro ponto é o próprio título da mensagem: "A esperança dos pobres jamais se frustrará (Sl 9, 19)". Estas palavras expressam uma verdade profunda, que a fé consegue gravar sobretudo no coração dos mais pobres;

2. Formas de escravidão

O Papa diz que também hoje devemos elencar muitas formas de novas escravidões a que estão submetidos milhões de homens, mulheres, jovens e crianças, como, por exemplo:  famílias obrigadas a deixar a sua terra à procura de formas de subsistência; órfãos que perderam os pais ou foram violentamente separados deles para uma exploração brutal; jovens em busca de realização profissional, cujo acesso lhes é impedido por míopes políticas econômicas; a prostituição; as drogas.

Além disso, como esquecer os milhões de migrantes, vítimas de tantos interesses ocultos, muitas vezes instrumentalizados para uso político, a quem se nega a solidariedade e a igualdade? E tantas pessoas sem abrigo e marginalizadas que vagueiam pelas cidades?

3. A definição do pobre é triste, mas são eles que confiam no Senhor

O contexto descrito pelo Salmo tinge-se de tristeza devido à injustiça, ao sofrimento e à amargura que fere os pobres. Apesar disso, dá uma bela definição do pobre: é aquele que «confia no Senhor» (cf. 9, 11), pois tem a certeza de que nunca será abandonado.

4. Deus está com o pobre

Constitui um refrão permanente da Sagrada Escritura a descrição da ação de Deus em favor dos pobres. É Aquele que «escuta», «intervém», «protege», «defende», «resgata», «salva»… Em suma, um pobre não poderá jamais encontrar Deus indiferente ou silencioso perante a sua oração.

5. A Palavra de Deus

Palavra de Deus indica que os pobres são todos aqueles que, não tendo o necessário para viver, dependem dos outros. São os oprimidos, os humildes, aqueles que estão prostrados por terra. Mas, perante esta multidão inumerável de indigentes, Jesus não teve medo de Se identificar com cada um deles: «Sempre que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, a Mim mesmo o fizestes» (Mt 25, 40).

6. Igreja acolhedora

Ao aproximar-se dos pobres, a Igreja descobre que é um povo, espalhado entre muitas nações, que tem a vocação de fazer com que ninguém se sinta estrangeiro nem excluído, porque a todos envolve num caminho comum de salvação. A condição dos pobres obriga a não se afastar do Corpo do Senhor que sofre neles.

7. Caridade cristã

É neles que a caridade cristã encontra a sua prova real, porque quem partilha os seus sofrimentos com o amor de Cristo, recebe força e dá vigor ao anúncio do Evangelho.

8. Reconhecimento aos voluntários

A tantos voluntários, a quem muitas vezes é devido o mérito de terem sido os primeiros a intuir a importância desta atenção aos pobres, o Papa pede para crescerem na sua dedicação.

9. Não são apenas números

Por vezes, basta pouco para restabelecer a esperança: basta parar, sorrir, escutar. Durante um dia, deixemos de parte as estatísticas; os pobres não são números, que invocamos para nos vangloriar de obras e projetos. Os pobres são pessoas a quem devemos encontrar: são jovens e idosos sozinhos que se hão de convidar a entrar em casa para partilhar a refeição; homens, mulheres e crianças que esperam uma palavra amiga. Os pobres salvam-nos, porque nos permitem encontrar o rosto de Jesus Cristo.

10. Confia no Senhor

O Senhor não abandona a quem o procura e a quantos o invocam; «não esquece o clamor dos pobres» (Sal 9, 13), porque os seus ouvidos estão atentos à sua voz. A esperança do pobre desafia as várias condições de morte, porque sabe que é particularmente amado por Deus e, assim, triunfa sobre o sofrimento e a exclusão.

08nov
Encontro Vocacional Agostiniano Nacional

O Secretariado de Animação Vocacional e Juvenil da Província Agostiniana Nossa Senhora da Consolação do Brasil, promove o Encontro Vocacional Agostiniano Nacional de 14 a 17 de novembro, no Recanto São José - Casa das Irmãs Alcantarinas - em Belo Horizonte (MG). O evento tem como tema "Vem e segue-me", e lema "Viver em comunidade é a nossa missão".

Durante o ano, form realizados dois encontros regionais: um para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e outro para as regiões Norte e Nordeste, quando os participantes tiveram a oportunidade de vivenciar e conhecer o carisma e espiritualidade dos Agostinianos, por meio de momentos celebrativos, conteúdos temáticos, dinâmicas e atividades.

07nov
A Economia de Francisco: Província Agostiniana tem dois representantes entre os 500 selecionados

Entre os 500 selecionados para participar do evento A Economia de Francisco (The Economy of Fracesco), em Assis, Itália, de 26 a 28 de março de 2020, estão dois colaboradores da Sociedade Inteligência e Coração (SIC) - Província Agostiniana Nossa Senhora da Consolação do Brasil: Marlos Carmo, líder de Inovação, e Fernanda Vidal, coordenadora de cursos livres da Casa Gaia - Centro Agostiniano de Referência em Ecologia Integral.​

Convocado pelo Papa Francisco, o evento é um encontro mundial para repensar a economia global, e tem como objetivo criar uma economia no espírito de São Francisco de Assis, mais justa, sustentável e inclusiva. Participam do encontro, empreendedores e estudantes de até 35 anos, representando mais de 45 países, entre os quais, Brasil, Angola, Portugal, Cuba, Japão, Arábia Saudita e Estados Unidos. Em poucos meses, o site www.francescoeconomy.org já alcançou 2 mil inscritos. 

Fernanda Vidal contou que o processo para a seleção dos participantes levava em conta as motivações, experiências e projetos realizados: "As nossas experiências individuais, como projetos educacionais e negócios sociais, tiveram um papel relevante no processo seletivo, mas a existência da Casa Gaia e de seu propósito, acredito, fez a diferença. Participar de uma instituição filantrópica, agostiniana, sintonizada com a carta Laudato si' e focada, desde já, em trazer ao mundo a visão da nova economia a favor da vida e da ecologia integral contam muito para que nossa presença no evento seja desejada. Percebemos que a Sociedade Inteligência e Coração não poderia ficar de fora desse movimento e resolvemos nos inscrever".

Marlos Carmo afirma que é muito gratificante ter a possibilidade de aprender e compartilhar com 500 jovens de todo o mundo, que podem fazer a diferença na construção de um futuro melhor: "O pacto é global, mas toda esta experiência deve ser cultivada e ampliada na esfera local e espero que com esta participação possamos ter mais força no compromisso da transformação social nos locais onde atuamos". O Líder de Inovação também cita uma frase que o marcou e o que o motivou a se inscrever "ouvi uma fala do Luigino Bruni, professor de Economia Política na Universidade Lumsa, que me marcou, ele disse: 'Será um festival de economia dos jovens com o Papa, jovens empresários, doutorandos ou pesquisadores, um meio-caminho entre Greta Thunberg e os poderosos da terra'. É um encontro do Papa com que estuda e pratica uma economia diferente. Uma economia que humaniza e que inclui. E isso tem muito tudo a ver com o meu propósito" completou Marlos.

A economia e o desejo de Francisco

A iniciativa – de fazer um pacto com os jovens para uma economia diferente – foi lançada ainda em maio, com a publicação da carta de apelo do Papa Francisco dirigida ao grupo de jovens empreendedores do mundo. No texto, o Pontífice pede aos jovens para “juntos se conhecerem” e, depois, “fazerem um ‘pacto’ para mudar a economia atual e dar uma alma à economia de amanhã”.

Trabalhos que antecedem evento internacional

Em preparação ao encontro internacional em Assis, os jovens irão realizar workshops, laboratórios, seminários de estudos e conferências nas suas próprias realidades para fazer emergir o pensamento e o novo agir econômico. As iniciativas, em diferentes partes do mundo, podem ser comunicadas ao site oficial do evento para serem inseridas na programação, como já constam as ações na Itália, na Espanha e em Camarões. Todas as informações e novidades serão disponibilizadas no site e nos canais sociais oficiais do evento no Facebook, Instagram, Twitter, YouTube e Flickr. Em Belo Horizonte, a PUC Minas irá promover um seminário no dia 11 de novembro

Especialistas e jovens unidos por uma economia diferente

O evento The Economy of Francesco consistirá de laboratórios, eventos artísticos e plenárias com renomados economistas, especialistas em desenvolvimento sustentável, empreendedores e empreendedoras, que hoje estão comprometidos em nível mundial com uma economia diferente. A intenção é refletir e trabalhar em conjunto com os jovens nestes três dias.

Favorecer o surgimento de novas ideias e ações

Longe de ser uma conferência tradicional, o encontro será uma experiência em que teoria e prática se entrelaçam para construir novas ideias e colaborações. Um programa onde o tempo desacelera para abrir espaço também para reflexão e o silêncio, às histórias e aos encontros, à arte e à espiritualidade, favorecendo o surgimento do pensamento e da ação econômica dos jovens.

Outras informações estão disponíveis no site www.francescoeconomy.org

Imagem card Vocações

Vocações

Assim como Santo Agostinho, encontre em Jesus o sentido da vida.

O nosso Vicariato investe em uma formação de excelência para os candidatos à vida religiosa e ao sacerdócio. Essa promoção de novas vocações se dá pelo esforço e preocupação de muitos religiosos, em especial os mais jovens, que buscam ser testemunhas alegres que despertem e animem outros jovens a se juntarem a nós nessa aventura de fé e amor a Deus.

Imagem card Nossas Obras

Nossas Obras

Nos dedicamos as nossas obras com muita generosidade e determinação.

Além das "obras históricas" e de assistência social e promoção humana, nos dedicamos à formação de novos frades, assessorias de pastorais e movimentos populares e de grupos e pastorais ligadas à promoção dos direitos humanos, da justiça e paz.

Mapa do Site