DEVOÇÕES AGOSTINIANAS (18)

Assim como a vida e a pessoa de Santo Agostinho foi sendo retratada por muitos artistas, também a vivência tão rica e fecunda da Espiritualidade Agostiniana, testemunhada na vida de tantos dos Santos(as) e Bem-aventurados(as) que seguiram os caminhos de Cristo ilumidados pela regra de vida e pelo carisma de Santo Agostinho, é retrada e dada a conhecer através de muitas obras de arte. São muitos os santos e beatos Agostinianos. Aqui apresentamos alguns deles. Devoção Mariana A riqueza da arte sacra nos possibilita contemplar os mistérios divinos e a revelação do amor de Deus no testemunho dos seus mais fiéis seguidores: os Santos e Santas e a Bem-Aventurada Virgem Maria. O II Concílio de Nicéia, que se realizou no ano 787 e confirmou a legitimidade do culto das imagens sagradas.O culto à Virgem através de imagens, ícones e as estátuas de Nossa Senhora, presentes nas casas, nos lugares públicos e em inúmeras igrejas e capelas, ajudam os fiéis a invocar a sua presença constante e o seu misericordioso patrocínio nas diferentes circunstâncias da vida. Ao tornarem concreta e quase visível a ternura materna da Virgem, elas convidam a dirigir-se a Ela, a suplicar-lhe com confiança e a imitá-la, acolhendo com generosidade a vontade divina. Nenhuma das imagens conhecidas reproduz o rosto autêntico de Maria, como já reconhecia Santo Agostinho ("De Trinitate 8,7); contudo, ajudam-nos a estabelecer relações mais vivas com Ela. Deve ser encorajado, portanto, o uso de expor as imagens de Maria nos lugares de culto e noutros edifícios, para sentir a sua ajuda nas dificuldades e o apelo a uma vida cada vez mais santa e fiel a Deus. Para promover o correto uso das sagradas efígies, o Concílio de Nicéia recorda que "a honra tributada à imagem, na realidade, pertence àquele que nela é representado; e quem venera a imagem, venera a realidade daquele que nela é reproduzido" (DS 601).

Últimas Notícias

Aconteceu