Agostinianos percorrem os caminhos dos pioneiros que chegaram ao Brasil em 1929

Compartilhe



Uma viagem pelos caminhos percorridos pelos primeiros freis Agostinianos que chegaram ao Brasil, vindos da Espanha, em 1929, marcou o encerramento da Assembleia semestral do Vicariato Agostiniano Nosssa Senhora da Consolação do Brasil, realizada de 3 a 7 de junho, em Mendes (RJ). A homenagem aos pioneiros é o início das celebrações do centenário, que será em 2029.

Na manhã de sexta-feira, 7 de junho, o grupo saiu de Mendes para uma Missa no Santuário Santa Terezinha do Menino Jesus, em Parapeúnas (RJ), - Primeira Igreja administrada pelos Agostinianos (1930 - 1931). A celebração foi presidida por Dom Nelson Francelino Ferreira, bispo de Valença, e concelebrada pelo superior maior do Vicariato, Frei Luiz Antônio Pinheiro.

Durante a celebração, Dom Nelson agradeceu a presença e o trabalho dos pioneiros, dizendo: "queremos expressar nossa gratidão aos Agostinianos que aqui estiveram e contribuiram para edificar o que hoje temos aqui". O Frei Luiz Antônio falou sobre a história e o contexto da chegada dos primeiros religiosos missionários, em setembro de 1929: os freis Manoel Formigo, Antônio Fernandes, Venceslal Martin e Ricardo Rodrigues, que chegaram na Diocese de Valença (RJ). Na época, Dom André Arco-verde (Cardeal Arco-verde), era o bispo diocesano que foi ao porto do Rio de Janeiro recebê-los.

A comunidade ficou feliz e emocionada ao saber, pelo relato histórico do frei Luiz Antônio, que o Beato Manoel Fomigo foi o primeiro pároco do Santuário Santa Teresinha. Ele esteve na função por três meses. Depois, precisou retornar à Espanha devido à sua saúde frágil. Frei Manoel Formigo foi assassinado durante a guerra civil espanhola e, algum tempo depois, beatificado junto com outros mártires.

No final da celebração um lindo canto foi entoado pelas Irmãs da Congregação Maria Estrela Matutina.

A visita foi encerrada no Palácio Episcopal de Valença, onde os freis foram recebidos por Dom Nelson, para um almoço.

 

A Assembleia:

Com uma programação intensa de trabalho e partilhas durante toda a semana, os Freis fizeram um resgate histórico da primeira década de presença dos Agostinianos do Escorial no Brasil e uma reflexão sobre a identidade da Ordem e o projeto de vida das comunidades religiosas Agostinianas. Também foram avaliados os trabalhos e projetos desenvolvidos nas áreas de educação, obras sociais, paróquias, casas de formação, missão, estudos e o planejamento das atividades, do Vicariato e da Sociedade Inteligência e Coração (SIC).

Neste ano de 2019, o Vicariato celebra os 90 anos de presença dos Agostinianos do Escorial no Brasil e, em 2029, irá celebrar o centenário.

 

Leia mais aqui:


- Agostinianos encerram Assembleia do Vicariato Nossa Senhora da Consolação do Brasil

- Assembleia Vicarial reflete sobre história e identidade Agostiniana

 

Atualidades

Aconteceu