Agostinianos participam de reunião da Comissão de Direitos Humanos

Compartilhe

Durante audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada dia 10 de julho, em Belo Horizonte, lideranças de movimentos que lutam por melhores condições de vida, debateram sobre o direito às livres manifestações, à garantia dos direitos humanos, e reivindicaram melhores condições para a população das ocupações urbanas da capital mineira.

Os freis Eustáquio Alves Goveia e Paulo Santos Gonçalves (Paulinho) acompanharam a reunião como presença solidária, da Igreja. Em seu pronunciamento, o frei Eustáquio denunciou as diversas formas de violências pelas quais passam as famílias nas ocupações. “Como Igreja, somos promotores da paz, não da violência. A paz que queremos é a paz inquieta, que mexe por dentro, provoca indignação e ainda mais esperança”. Lembrando dom Helder Câmara, disse ainda que, há pessoas que são como canas. Embora elas sejam oprimidas, esmagadas, o tempo todo prensadas, só sabem expressar doçura. “Creio que Jesus está muito presente na causa dessas pessoas que lutam por uma vida melhor”, disse o frei Eustáquio.

 

 

 

 

 

 

Atualidades

Aconteceu